41 3085-8810 contato@sinergiaengenharia.com.br

Como não gerar resíduos

resíduos

Os desperdícios e a geração de resíduos, sejam eles sólidos, líquidos ou gasosos estão cada vez maiores por conta da industrialização e do crescimento. Cabe às empresas fazer o seu tratamento e destiná-los corretamente dentro das normas e legislações cabíveis.

Porém, será que somente este tratamento de fim de tubo é suficiente e torna a sua empresa “sustentável” o bastante?

Algumas empresas tem pensado em alternativas de como não gerar resíduos e com isso, diminuir os custos com tratamento e destinação final. Isso é possível através da implantação e monitoramento de programas como: Ecoeficiência, Prevenção à Poluição, Produção Limpa e Produção Mais Limpa.

De acordo com a CETESB, esses programas, quando corretamente implantados, trazem os seguintes benefícios às empresas:

  • Redução da responsabilidade por conta de possível contaminação à longo prazo;
  • Redução de riscos de acidentes;
  • Aumento da rentabilidade do negócio;
  • Melhoria da imagem;
  • Possível redução de custos na produção;
  • Redução na geração de resíduos e de custos com seu tratamento e destinação final;
  • Melhora da qualidade do produto;
  • Motivação dos colaboradores;
  • Minimização da utilização de substâncias tóxicas;
  • Possível redução de custos relativos ao não cumprimento da legislação;
  • Possível redução de custos de seguros;
  • Mais facilidade ao acesso à créditos e financiamentos específicos;

A Produção Mais Limpa (P+L) consiste em estratégias, práticas e condutas (econômicas, ambientais e técnicas) aplicadas nos processos, produtos e serviços que “evitam ou reduzem a emissão de poluentes no meio ambiente por meio de ações preventivas, ou seja, evitando a geração de poluentes ou criando alternativas para que estes sejam reutilizados ou reciclados” (CETESB, 2005).

Neste programa, após a redução na fonte, busca-se dar destinação interna ao resíduo que não pode ser eliminado e, só então, reutilizar os resíduos e emissões que ainda permanecem através de reciclagem externa.

Algumas pessoas podem pensar: “Entendo, ótima idéia. Porém, para as grandes empresas somente”.

A Realen Folheados Indústria Comércio e Exportação Ltda, pequena empresa localizada em Limeira que realiza o processo de eletrodeposição de metais nobres em peças de ligas metálicas, reduziu em 71% o consumo de água ao substituir os chuveiros antigos por novos com furos ainda menores que produzem o mesmo efeito com maior pressão e menor vazão. O custo foi de R$ 6,00 por chuveiro e a vazão de água de cada chuveiro foi reduzida de 51 l/min. para 4,2 l/min. O indicador de consumo foi de 315 l/kg peça para 91 l/kg peça. Os dados são do site da CETESB.

Já a a Mahle Metal Leve S.A, grande empresa localizada em Mogi-Guaçu que produz pistões e bielas, em seu processo de usinagem gera cavacos metálicos impregnados com óleo integral de corte. Os cavacos são reciclados internamente e o óleo era destinado para empresa de rerrefino.

Neste caso, a medida adotada de Produção Mais Limpa foi a instalação de uma tubulação metálica no fundo dos carrinhos para retorno do óleo ao tanque de armazenamento de óleo. Assim, o óleo é direcionado às novas células de usinagem dos pistões, contendo o porta anel de ferro. A empresa investiu R$2.000,00 para aquisição de bombas e reservatórios para o sistema de escoamento das caçambas e de tubulações de retorno aos tanques de recepção.

A redução de custo foi de aproximadamente R$ 215.000,00 por ano pela não necessidade da compra de óleo e a recuperação do investimento foi somente de 4 dias. Já o ganho ambiental foi a minimização de impactos ambientais referentes ao transporte e rerrefino deste óleo, além da racionalização do consumo mensal. Os dados são do site da CETESB.

Toda empresa pode melhorar ainda mais o seu processo, diminuir os seus custos e ter outros benefícios como aqueles citados acima. Portanto, implante algum dos programas acima e torne a sua empresa ainda mais competitiva!

(21-08-2015)

Jéssica de Miranda Paulo é Engenheira Ambiental, especialista em Planejamento e Gestão de Negócios e mestranda do Programa Internacional de Mestrado Profissional em Meio Ambiente Urbano e Industrial.

Jéssica de Miranda Paulo
Jéssica de Miranda Paulo
Engenheira Ambiental, Mestra em Meio Ambiente Urbano e Industrial e Especialista em Planejamento e Gestão de Negócios

Deixe um comentário

avatar
  Increver-se  
Notificar-me

Notícias relacionadas

Ver mais notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Sinergia Engenharia!