41 3085-8810 contato@sinergiaengenharia.com.br

Afinal, o que é uma empresa sustentável?

É com grande satisfação que escrevo a convite da ‘Sinergia’, para falar sobre sustentabilidade aqui no site. É sempre um desafio falar sobre esse tema tão discutido nos dias atuais, mas que para tantas pessoas ainda é, uma maneira de pensar e agir, um pouco fora da realidade.

Bom, mas o que é essa “Sustentabilidade” de que tanto falam? Como conceito ela surgiu a partir do Relatório Brundtland, documento intitulado Nosso Futuro Comum (Our Common Future), publicado em 1987. Neste documento o desenvolvimento sustentável é concebido como:

“O desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades.”

Acredito que nessa época de Brundtland ainda era muito difícil falar em redução de consumo às pessoas, mas hoje sabemos e vemos a todo o momento alertas, ativistas e cientistas falando sobre como nossos recursos naturais estão ficando escassos e, portanto, precisamos usá-los de forma consciente. Esta é uma realidade muito próxima de nossa geração. Tão próxima que já vivemos e enfrentamos as consequências de nosso descuido com o meio ambiente. Um exemplo muito claro disso é o que acontece em São Paulo hoje: a falta de água; dentre vários fatores que podemos citar como causas desse problema, estão: o desmatamento, a poluição, a falta de gestão dos recursos, dentre outros, que poderiam e deveriam ser evitados por todos nós.

O que fazer para solucionar esses problemas? Existem diversas iniciativas governamentais e não governamentais realmente sérias, da mesma maneira que, muitas empresas têm se comprometido com causas ambientais e setores como “Sustentabilidade e Responsabilidade social” vêm sendo criados em grandes corporações. Enfim, “projetos de sustentabilidade” viraram modismo, porém estão sendo utilizados por empresas tanto para mitigar impactos negativos causados por estas, como para promover suas imagens através de ‘selos’que comprovam a qualidade e seriedade desses trabalhos, mas essas práticas ainda são muletas para o problema socioambiental que estamos enfrentando. Para que uma empresa possa ser realmente caracterizada como uma “empresa sustentável”, não basta promover ações de sustentabilidade e sim apresentar mudanças efetivas em sua mentalidade.

Sendo assim, devemos prestar atenção às empresas que usam esse selo da sustentabilidade apenas como estratégia de marketing. As práticas adotadas por uma empresa devem apresentar resultados práticos e significativos para o meio ambiente e a sociedade como um todo. Por exemplo, uma empresa que recicla seus resíduos sólidos, faz uso racional da água e da energia elétrica, mas adota práticas que visem obter vantagens em concorrências publicas, coloca em risco e não garante os direitos de seus funcionários ou prejudica de alguma forma a economia local, NÃO pode ser considerada uma empresa sustentável. Cobrar tais atitudes cabe a todos nós consumidores, e os brasileiros estão dando bons exemplos por aí. Veja mais em: http://envolverde.com.br/mundo-corporativo/empresas-sustentaveis-apresentam-melhores-taxas-de-retorno/

É por isso que, cada vez mais, empresas estão investindo em treinamentos como os da ABIS (Agência Brasileira de Inovação e Sustentabilidade). A ABIS é uma instituição que promove treinamentos dentro de corporações em Liderança para Sustentabilidade. Acreditamos tanto na importância de atitudes inovadoras para a sustentabilidade quanto na formação de líderes com valores morais e éticos; valores que devem estar enraizados em todos os níveis da empresa, desde seus menores aprendizes até dentre os mais altos cargos de gerência. Afinal, a transformação começa dentro de cada indivíduo e todos devemos fazer parte dessa transformação! 😉

Suelen Bordignon é Bióloga e Especialista em Análise Ambiental pela Universidade Federal do Paraná, técnica em Administração pela escola API na Nova Zelândia e Mestre em Cooperativismo e Desenvolvimento pela Universidade de Pavia, Itália. Possui experiência em Projetos na área de Ecologia, Empreendedorismo e Desenvolvimento Sustentável. Atuou como Assistente Administrativo na ONG Aliança Empreendedora com Projeto para geração de renda em comunidades vulneraveis através da reciclagem e como assistente de Projeto na ONG Italiana ACRA, com Projeto de Gerenciamento de Resíduos Sólidos em comunidades indígenas da Amazonia – Equador. Mais recentemente, atuou como Diretora de Projetos nas áreas de Meio Ambiente, Educação e Desenvolvimento no Instituo Tecnológico e Ambiental do Paraná (ITAPAR). Atualmente, paralelamente com atribuições da ABIS, atua como consultora Brasileira do grupo SDCG – Shared Development Consultancy Group, no desenvolvimento de projetos humanitários nas áreas de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

4
Deixe um comentário

avatar
  Increver-se  
Notificar-me
Emerson Luiz
Emerson Luiz

Excelente texto.

Luciane Teles
Luciane Teles

Adorei! Parabens pela escrita

Mayara
Mayara

Eu ameio texto, porem eu precisava muito saber quem foi o autor
Obg.

Notícias relacionadas

Ver mais notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Sinergia Engenharia!