41 3085-8810 contato@sinergiaengenharia.com.br

Você sabe a diferença entre Saneamento Ambiental e Saneamento Básico?

Entre as ações de saneamento tem aquelas que nós chamamos de básicas, compreendendo o abastecimento de água, acesso a rede coletora e tratamento de esgoto, acesso a coleta e destinação de resíduos sólidos e a drenagem de águas pluviais.

A ausência desses serviços tem resultado em precárias condições de saúde e incidência de doenças, principalmente de veiculação hídrica.

Segundo o IBGE (2007), no Brasil, 76% da população conta com abastecimento de água por rede geral, 44% da população dispões de rede de esgoto e 76% da população tem seu resíduo coletado. No Paraná de um total de 399 municípios 191 ainda utilizam lixões para a destinação dos resíduos sólidos, apenas 64% dos municípios são atendido pela rede de esgoto

A ocorrência de doenças infecciosas ocorridas pelas más condições de saneamento e esgotamento sanitário estão entre as principais causas de ausência no trabalho e baixa produtividade do trabalhador. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde, afirma que para cada R$1,00 investido no setor de saneamento, economiza-se R$4,00 com hospitais e doenças.

Já o Saneamento ambiental é o conjunto de ações sócioeconômicas que tem por objetivo alcançar a Salubridade Ambiental, ou seja, um ambiente capaz de prevenir a ocorrência de doenças veiculadas pelo meio ambiente e de promover condições favoráveis à saúde da população urbana e rural.

Enquanto um se preocupa mais com a questão do acesso ao serviço, esta tem um aplicação um pouco mais ampla, além do acesso aos serviços de saneamento, incluem as questões ambientais e de preservação ambiental, tais como: Qualidade do ar, qualidade da água, qualidade do solo, destinação dos resíduos sólidos, impactos ambientais e educação ambiental.

A crise de água que São Paulo vem atualmente passando é resultado de uma série de questões como a falta de cuidado das nascentes, desmatamento da mata ciliar, poluição e desperdício. Para não afetar o abastecimento de água para a população, estão tendo que pensar em uma alternativa para captação dessa água.

Para não agravar mais ainda a situação o Governo de São Paulo está buscando alternativas para captação de água para abastecimento público.

Maíra Caires Aquino é Engenheira Ambiental especialista em Construções Sustentáveis

Maíra Caires Aquino
Maíra Caires Aquino
Engenheira Ambiental e Especialista em Construções Sustentáveis

3
Deixe um comentário

avatar
  Increver-se  
Notificar-me
Larissa kethelly
Larissa kethelly

Otimoo me ajudou muito, Obrigada❤

Robson Rodrigues da Fonseca
Robson Rodrigues da Fonseca

Profissionais nessa área de conhecimento precisam ser valorizados.

Adelson panacho
Adelson panacho

A saúde pública começa pelo saneamento básico, rede de esgoto tratado e água potável de qualidade, dai se teria menos pessoas nos postos de saúde. Todos tem que fazer sua parte, as comunidades e os órgãos públicos.

Notícias relacionadas

Ver mais notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Sinergia Engenharia!